Portugal (PT)
  • Artigos APCER

    Conciliação da vida profissional, pessoal e familiar

    A NP 4552:2016 define os requisitos para a implementação, manutenção e gestão de um sistema de gestão da conciliação entre a vida profissional, familiar e pessoal e aplica-se a todas as organizações, públicas ou privadas, independentemente do tipo, dimensão, ...

     

    Ler mais

Tagged em
07 maio 2019

O primeiro passo está dado… Agora sabemos o caminho que queremos/temos de percorrer

Terminamos no dia 10 de abril, mais uma etapa na vida da nossa empresa – concluímos com sucesso a auditoria externa de implementação da ISO 9001:2015, que foi levada a cabo no âmbito dum Projeto, submetido pela XZ em parceria com a AIDA - Associação Industrial de Aveiro e o CESAE – Centro de Serviços e Apoio às Empresas tendo a certificação sido efetuada pela APCER.

Conhecendo bem a realidade, e sobretudo as fragilidades, da nossa organização em termos procedimentais e de (des)organização metodológica interna, posso afiançar que se tratou de um enorme feito que todos (gerência, colaboradores e demais entidades externas envolvidas) conseguimos alcançar.

O processo de certificação surge um pouco por “imposição” de um dos sócios no sentido de tentar “regrar” e disciplinar a empresa no que diz respeito aos seus processos administrativos.

Contudo sabíamos bem da dificuldade que ia ser e dos constrangimentos (sobretudo internos) que iriamos encontrar… pois por um lado conhecemos bem a nossa (des)organização, e o perfil dos nossos colaboradores (e a sua resistência à mudança), por outro lado conhecemos MUITO BEM o setor onde operamos (a agricultura) e as dificuldades e particularidades do mesmo e dos agricultores e por fim também sabemos bem a realidade dos nossos fornecedores e a sua falta de método, disciplina processual e a informalidade de muitas das relações.

Assim sendo, estavam reunidos todos os ingredientes para um “cocktail explosivo”… onde estavam presentes todos os fatores para o insucesso da missão a que nos propomos.

Contudo, tínhamos a firme convicção de que toda a regra tem a sua exceção… e havia a forte possibilidade de a exceção sermos nós… ou seja, acreditamos que seria possível, pese embora o cenário e os atores, levar por diante este desiderato.

Fomos avançando “aos soluços”, muitas vezes com pouco empenho e com relutância… mas sem desistir… e firmes na convicção de que TINHA DE SER!! Nem que fosse apenas porque sim…

Até que, depois de muito trabalho de “alguns” (por vezes de poucos) lá chegou a hora decisiva… tínhamos de marcar a auditoria… não podíamos vacilar, e muito menos adiar a pretexto de qualquer desculpa.

E assim foi, a “malta” uniu-se… o que tinha de ser feito, fez-se… e lá nos preparamos… sempre num ambiente de tranquilidade e de normalidade.

Os dias de auditoria para grande parte da organização foram dias perfeitamente normais, tudo continuava a funcionar e poucos sabiam o programa das “festas”… para não se enervarem e para que pudéssemos aferir da robustez do sistema, assim como do seu estado de (i)maturidade… se é que se pode aferir a maturidade de algo com pouquíssimos meses.

Mas pelo menos poderíamos aferir se as pessoas já interiorizaram o que tinham de fazer… ainda que por vezes ainda “resmungassem” não perceber o porquê destas mudanças e destes novos “papeis”…?

Neste momento ainda não é possível aferir muitas vantagens para a organização… e no nosso entender essa é exatamente a maior vantagem… as coisas hoje ou são feitas como antes eram feitas (mas seguindo uma metodologia que enquadra e descreve esse processo) ou são feitas naturalmente da “nova” forma (que foi formatada graças à certificação).

Não esperávamos nada de especial… mas queríamos acima de tudo organizar-nos, deixar de improvisar e de depender de “devaneios” que ora faziam assim ora faziam de outra forma…

Agora é mais fácil integrar e enquadrar pessoas… é mais fácil perguntar o que se faz, como se faz e porque se faz… e aferir se podemos melhorar e alterar o modus operandi.

Em suma… o caminho está iniciado… agora sabemos a estrada que queremos percorrer… Nada está concluído… mas está iniciado.

Vamos ao trabalho e “pés na estrada”!

 

Miguel Grego

Sócio Gerente

Conheça as mais recentes certificações APCER

Download PDF

Conheça as mais recentes certificações APCER

Download PDF

Newsletter APCER

Receba todas as novidades por email

Fale connosco

Entre em contacto para pedido de informação ou proposta comercial

Este website utiliza cookies para melhorar a sua performance, análise de tráfego e otimizar a experiencia do utilizador. Ao usar este website, concorda com a sua utilização
Mais informação Concordo